Capítulo 04 - Não tenho tudo que amo, mas amo tudo o que tenho.



Já vi, muitas vezes, esta frase escrita na traseira de alguns caminhões. O que quer dizer-nos um caminhoneiro com esta frase?

Em primeiro lugar, que ele ama muitas coisas que ainda não possui; e que espera obtê-las, é claro. Para isso ele está trabalhando, administrando e economizando. Assim como o nosso amigo conhece bem a estrada por onde trafega com sua potente máquina, ele já aprendeu seguir o caminho do sucesso. É deste modo que ele crê que vai conseguir realizar seus sonhos. Ele está certo. Vai conseguir mesmo. O trabalho lícito dignifica as pessoas. Uma sábia administração multiplica os resultados do trabalho. A prática da poupança, ainda que de pequenas economias, seguida pela correta orientação ao fazermos nossos investimentos, ajudará, e muito, no enriquecimento de qualquer um de nós.

Amar o que não se tem, além de ser uma louvável virtude, é, com toda certeza, uma imensurável força; é o poder da fé e da esperança. Tudo isso, é claro, se encontra neste anônimo personagem que de modo tão digno ajuda a construir o nosso querido Brasil. E o que agora podemos lhe dizer é: siga em frente, amigo caminhoneiro.

Em segundo lugar, ele quer dizer-nos que também ama tudo que já conseguiu adquirir na sua vida, com seu trabalho e sua luta. Ele ama, é claro, a esposa, a família e o lar. É para esta direção, com certeza, que em breve voltará o seu “carga pesada”. Por amar tudo o que tem, é que ele costuma mandar escrever os nomes dos filhos em seu instrumento de trabalho, em seu segundo lar: seu caminhão. É por isto que ele cuida muito bem de tudo o que tem. Ele é muito feliz e grato a Deus.

Mas ele não sabe tudo, em especial a respeito do amor. Ninguém sabe. Há sempre algo novo para aprendermos. Crescer no amor, “que é o vínculo da perfeição” (Cl 3.14), deve ser o constante alvo de todos nós.

Certo fariseu, doutor da lei, disse ao Senhor Jesus: “Mestre, qual é o grande mandamento na lei?” E Jesus disse-lhe: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento”. Em seguida, e sem que o legalista houvesse perguntado, acrescentou o Senhor Jesus: “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22.36-39). O próximo não é apenas aquele indivíduo que está ao alcance das nossas mãos ou da nossa voz; não é apenas o nosso vizinho ou o nosso colega de trabalho. O próximo é qualquer pessoa que precisa de atenção, de ajuda e de amor. Ele está sempre por perto; e só não o vê quem não quer. Devemos amá-lo como nos amamos; jamais de modo diferente. Ele pode tornar-se nosso amigo, nosso irmão em Cristo ou até mesmo nosso filho.

O caminhoneiro costuma ser bastante solidário. Não raras vezes ele pode ser visto a socorrer pessoas e colegas de profissão. Em certo grau, até podemos dizer que ele tem procurado, assim, amar o próximo. Mas é necessário, primeiro, amar ao SENHOR Deus como diz a Escritura Sagrada. Destes dois mandamentos, disse o Senhor Jesus Cristo, “depende toda a lei e os profetas”. (Mt 22.40) E agora digamos juntos: Muito obrigado, SENHOR.

SUBSÍDIOS BÍBLICOS

1. Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêm. (Hb 11.1)

2. Então o anjo do Senhor lhe apareceu, e lhe disse: O Senhor é contigo, varão valoroso. (Jz 6.12) Então o Senhor olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força... (Jz 6.14a)

3. Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar. (Lc 14.28-30)

4. Porque a sabedoria serve de sombra, como de sombra serve o dinheiro; mas a excelência da sabedoria é que ela dá vida ao seu possuidor. (Ec 7.12)

5. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura. Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei um concerto perpétuo, dando-vos as firmes beneficências de Davi. (Is 55.2,3)

6. Semelhantemente vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; Considerando a vossa vida casta, em temor. (1 Pe 3.1,2)

7. Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. (1 Ts 5.18)