"Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano. E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia; E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos." Atos 6:1-6

Em cumprimento a esta palavra foi criada a Pastoral de Ação Social. Ela tem desempenhado um importante papel, atendendo as necessidades de viúvas, órfãos e famílias em momentos de necessidades. Assim, a Igreja desempenha a sua missão assistencial sem ter prejuízo na ministração da Palavra, tarefa específica do pastor presidente José Clarimundo César.

Atualmente a Pastoral de Ação Social cumpre este propósito através de:

- Visitas a viúvas e atenção às suas necessidades;

- Distribuição de cestas básicas;

Líderes: Pr. Roberto e Irmã Heloísa